autoestima e outras coisas que preciso dizer

esse é um texto feio demais

 

Desculpa começar assim. “Um texto feio demais”??? Cara, quem começa um artigo sobre autoestima assim?

A verdade, nua e crua, é que a representatividade não é nada parecida comigo. Não posso começar esse texto trazendo aquelas frases prontas sobre como você deve ser achar

                                                art by @laurasupnik

lindo, é sua obrigação se achar incrível e lindo o bastante pro mundo, mas é bem mais fácil falar, não é mesmo? 

 

Quando era criança e assistia novelas, não conseguia me achar no meio daquelas “lindas mulheres brancas bem vestidas.”
Hoje, percebo que até elas, não se encaixam no próprio cenário.

A gente foi ensinado que a beleza é feita UNICAMENTE e EXCLUSIVAMENTE para ser vista.

E há todo um conceito nas grandes páginas de influenciadores, tudo ali é FEITO PRA SER CURTIDO. As pessoas literalmente pagam pra saírem bem nas fotos. Pagam para serem editadas, e terem suas manchas removidas. Há um comércio por trás de cada página de modelos, artistas, youtubers, como disse… influenciadores.

É um ensaio, uma reprodução de algo que a maioria quer ter, ser e fazer.

E me choca que alguns dos  padrões apresentados em perfis que carregam milhões de seguidores, seja aquilo que as pessoas estão realmente seguindo. Parece que afinal, o mundo realmente gira em torno daqueles números.

Isso não te faz sentir um embrulho no estômago?

Em um episódio de KUWTK, Kendall Jenner, que é só uma garota de 21 anos, mas é também modelo milionária, fala “cuidado com a minha cara, ela é meu ganha pão.”

No contexto de um episódio, a garota tava em uma aventura e avisou pra um dos produtores do seriado, que fizessem de tudo para proteger o rosto dela.

E dá pra entender o porquê de tantas pessoas afundarem em suas inseguranças.

Mas, essa não é um crítica direta aos influenciadores e modelos, mas uma crítica a CULTURA DA BELEZA FAKE.

Um sistema que reprime de um jeito “quase natural” a nossa identidade e características que fazem INDISCUTIVELMENTE parte de nós. E isso é tão triste, ver centenas de milhares de pessoas infelizes e insatisfeitas com as partes dos seus próprios corpos, ou sentindo-se como presos dentro de uma sentença mortal sempre que acordam.

Pessoas inseguras, e que pouco a pouco, veem e absorvem de seus “influenciadores” que a forma como estão vivendo, é uma forma de vida, mas, não é a melhor. Não quando você é bonito o bastante pra ser patrocinada por grandes marcas como Adidas e Coke. E eu me pergunto se a pessoa por trás daquele perfil, se sente um pouco incomodado também. Com a industria. Na VERDADE, eles estão fazendo apenas o trabalho deles. Fazendo uma graninha com cada foto postada ali.

A cultura da beleza fake é tão cruel, que te faz enxergar só a pele, só a carcaça. 

Não tenta arrancar sua pele.

Não acorda se odiando.

Não vai dormir sonhando com o botox que “resolve tudo.”

                       art by @laurasupnik

E eu sei que você vai se deparar com comentários horríveis e ignorantes, tipo:
“Seu cabelo é crespo demais.”
“Você ta um pouquinho magrinha né?!”
“Tatuagem em pele negra não fica legal.”

Eles não definem você.

E não tem nenhuma propriedade pra ditar o que é belo ou não.

Você é lindo quando tá ouvindo aquela música com a cabeça encostada na janela do ônibus.
Sonhando.
Lindo quando sente empatia.

É lindo quando lê poesia e quando se imagina nas histórias dos livros, é lindo quando tá fazendo algo que gosta, e quando chora também. É lindo quando corre e dança e deixa a vida acontecer.
É lindo quando canta alto no chuveiro.

 

É lindo o tempo todo, porque és único.

Na verdade, você é singular demais pra esse mundo, talvez seja por isso que eles não te entendem ou melhor… não te sentem.
É lindo quando se permite sentir.
Quando escolhe ser gentil e não faz ruídos diante de situações de ódio, mas responde com amor.

                         art by @laurasupnik

 

É lindo na cor da sua pele, no cabelo, no tom dos teus olhos, que brilham como a lua, o sol e todas as outras coisas brilhantes que eu não posso colocar aqui no texto agora.
É lindo quando se aceita e se cuida.

E é lindo em você, toda essa beleza.

As suas olheiras, rugas, manchinhas na pele, os dentes meio amarelados pelo café, os pelos.

Poderia continuar esse texto fazendo metáforas, ou dizendo bem na sua cara, que você precisa se enxergar.

E que as fotos nos perfis são só fotos, e que nada nem ninguém vai tirar a tua profundidade e singularidade.
Não há nada que você tenha que mudar.
E se alguém te enxerga só de corpo, essa pessoa não merece te ver de cor e alma.

Então é isso, esse é um texto feio. Para uma pessoa incrível que se enxerga apenas como menos que isso. E eu espero que você não se leve tão a sério quanto levou o título desse texto.

35 comments Add yours
  1. Não é um texto feio… pelo contrário, super leve, mesmo com os puxões de orelha… e quem nunca? quis corrigir algo no rosto com um botox… ou se odiou por não ser como x ou y pra fazer uma propaganda ou pegar um determinado trabalho… acho que faz parte, porém serve como aprendizado pra cada uma de nós. O importante é não se prender a isso e acabar se deprimindo. Seu texto é uma reflexão que nos dá aquele belo saculejo, traz uma reflexão e nos tira da zona de conforto. Bora nos amar??? Tô contigo!!!

  2. Adorei o texto! Esse assunto é realmente complicado! Acho que o nosso problema e digo isso no geral, é que nunca estamos totalmente satisfeitos com nós mesmos. Ficamos sempre tentando nos encaixar nos padrões de beleza impostos pela sociedade e deixamos de observar o que realmente importa: a essência! Afinal, não se vive apenas de aparência.

  3. Eu acredito que o problema em si não seja tentar se espelhar no outro, mas em fazer isso um objetivo de vida a ponto de adoecer por não conseguir acompanhar.
    Sempre toco nesse ponto nos meus posts de segunda, quando falo de moda plus size. Acredito que o essencial é entender que seu corpo, seu cabelo, seu nariz e até a maldita unha encravada fazem da pessoa o ser humano mais maravilhoso.

    Beijinhos,
    Aline Magalhães
    Alineland

  4. Hoje em dia vemos tantas pessoas lindas que muitas vezes temos os pensamentos ruins sobre nos mesmas, como está no texto as pessoas paga por isso e zelam por ser o trabalho delas. Eu já me diminui inúmeras vezes por não ser nem a metade igual as mulheres que sigo e vejo. E tenho aprendido diariamente a me aceita, esse texto jamais seria um texto feio e sim um texto incrível demais ♥

  5. Acho que tudo passa pelo se sentir bem por dentro, e isso só acontece quando a gente descobre o que é realmente essencial. Claro que insegurança e baixa auto estima existem e podem se fazer presentes em algum momento na vida de cada um de nós, mas quando a gente entende que a aparência é fugaz e que o que importa é o que trazemos no coração, eu acho que pouco a pouco a gente vai se reconhecendo, se aceitando e se dando a paz que merece.
    Muito bom o teu texto e a reflexão proposta.

  6. Esse texto foi maravilhoso e realmente o que eu precisava ler hoje.
    Acho que às vezes, na busca da perfeição, esquecemos como é lindo ser quem realmente somos, reais e cheios de imperfeições.
    Obrigada por me lembrar disso!

  7. Seu texto é muito bom, a cada dia as pessoas estão cada vez mais montadas , existem pessoas que acham que as fotos no instagram diz tudo sobre uma pessoa, mas na verdade não é bem assim. Acho que todo mundo passa por isso, até mesmo eu já fui comprada com essa ideia, mas hoje sei que não é bem assim. por outro lado existem influencers que são a quebra de padrão, feministas maravilhosas que mostram que não existe padrão. – ou que tentam quebra-los-

  8. Odeio padrões.. sou gorda e vou fazer bariátrica mas pela minha saúde. Nunca tive problema em ver meu corpo gordo e muito menos de ter relacionamentos. Cago e ando pra opinião dos outros. Faço e vivo o que julgo melhor pra mim =)

  9. Muito bom seu texto, relamente faz a gente parar pra pensar, e em muitas coisas concordo plenamente, só acrescentaria a frase, quer mudar? Mude, mas faça com o coração e nao por uma obrigação, pq vimos tantas mulheres lindas que por causa de gente sem noção que fica pondo defeito, a pessoa vai la e quer mudar o que ja esta otimo e acaba indo em qualquer lugar apenas pq precisa ser perfeita para os padrões

  10. Não concordo que seja um texto feio, pois achei o texto maravilhoso, o assunto precisa cada vez mais ser refletido por todos. Acho que as pessoas devem sim mudar se isso for uma vontade do coração dela e não por imposição da sociedade. Parabéns pelo texto!

  11. Olá,

    Que texto simplesmente maravilhoso e incrível. Suas palavras não são nada feias, elas são lindas e reais. Infelizmente estamos vivendo em um mundo onde o virtual se tornou o mais importante e a busca pelo like leva as pessoas a “mudarem completamente” seu corpo/rosto em fotos. Muitas pessoas ainda não conseguem se amar com todas as “imperfeições”, mas esse é um processo que precisa ser feito com calma, estou na metade dele. Parabéns por trazer este texto tão importante!

    Beijos!

  12. O texto em si nao é feio, é bem sincero e verdadeiro. O feio é que realmente o nosso mundo gira assim, beleza é mais importante que tudo e tem pessoas que dao mais importancia a esse fator do que outros muito mais importantes

  13. Infelizmente há hoje em dia uma busca frenética pela beleza ideal, por padrões estéticos praticamente impossíveis de serem alcançados. É uma perca de tempo e de energia, o nosso valor mais precioso é o caráter digno e isso nem o dinheiro, nem o Photoshop podem moldar, é uma beleza que está dentro de nós.

  14. oi!
    Realmente hoje em dia a sociedade nos impõe a padrões que muitas vezes não existem, pois é tanto photoshop nas fotos que você deixa de ser quem é… temos que acabar com isso e nos valorizar ser apenas nos verdadeiramente.

  15. O que são os padrões de beleza perto daquilo que somos? Mais vale o nosso coração do que as exigências da sociedade. Mais vale nossa felicidade com o que somos do que a satisfação alheia pelo que querem que sejamos. Precisamos é devemos nos valorizar mais. Não existe perfeição. Há defeito até no eleito mais bonito do mundo. Tudo isso é marketing, não uma verdade absoluta. Devemos encarar o espelho procurando por nossas especialidades e particularidades, somos únicos e valemos ao máximo!
    Abraços! 😊

  16. Muito interessante como esse texto aborda temas que são tão recorrentes na sociedade atual, como padrões de belezas inalcançáveis nos fazem ficar com depressão e etc. Muito bem escrito

  17. Seu texto feio é um estalar de dedos para que as pessoas acordem desse mundo em que querem que a gente se encaixe. E é aquilo né, por mais que alguns falem a sociedade nos ensina a olhar a beleza exterior e não a interior. Seria um sonho, ou O mundo que eu quero, que este triste fato que leva muitas pessoas a terem doenças sérias e graves fosse só uma triste lembrança.

  18. Não, esse não é um texto feio. É um belo texto, cheio de sensibilidade. Há muitos aspectos envolvidos na construção de padrões de beleza. E talvez o principal fim dessa construção (que varia no tempo e no contexto sócio-cultural em que se vive) é sem dúvidas o controle sobre os corpos, gerando indivíduos permanentemente insatisfeitos em relação a si mesmos — e, assim, permanentemente reféns de “soluções” que nada solucionam, pois o problema não é fora. É na construção da própria individualidade…

    Ensaio Aberto | Teofilo Tostes

    1. Cara tu tá certo viu, o erro tá na construção, essa insatisfação que as pessoas têm consigo, vem de coisas bem mais profundas que o externo.

  19. Olá! Ótima reflexão.
    Eu não sigo essa ditadura de beleza ou de padrões, aprendi a me aceitar do jeito que sou. Não uso maquiagem no dia a dia, não uso salto em qualquer ocasião, prezo o meu conforto, faço o que me faz sentir bem.
    Abraços

  20. Olá, uma das melhores frases que já li na internet: CULTURA DA BELEZA FAKE. Realmente, vivemos na cultura da beleza fake, onde os padrões de beleza tentam colocar as pessoas para baixo e fazendo as pessoas pensarem que nunca estamos no padrão de beleza ideal, imposto pela sociedade e pela internet a fora. Adorei o texto!

  21. AAAAAAA esse post queridinho e lindo, palavras jamais vão definir quem somos e o que devemos fazer, cada um é lindo do seu jeito e da sua maneira se todos fossem iguais o mundo seria chato e bem sem graça, parabéns pelo post e deixem falar o que quiserem porque palavras não define caráter e nem beleza.

  22. To procurando onde estão as palavras feias. Aqui só vi um texto incrível, sendo direto e reto. A verdade é que estamos, cada dia mais, aprendendo a nos aceitar, mas enfrentando uma batalha de “linhas de montagem”. Adoro blogueiras, não vou mentir. E adoro aquelas que vão para Paris Fashion Week, são amigas de marcas gringas. Mas aquelas blogueiras pé no chão, que adoram garimpar uma C&A… ah, eu amo mais ainda. Me sinto mais perto da realidade. Fora que adoro quando elas se mantém morenas – sem se render ao loiro Barbie -, não se enfiam em salas de cirurgias para fazer mil procedimentos. Seguir essas pessoas ta ok, mas mais ok ainda, é quando a gente se aceita totalmente. Eu tento me manter nessa linda todos os dias. Parabéns pelo post. Beijos
    https://almde50tons.wordpress.com/

  23. Meu Deus, que post mais perfeito!
    Como você diz, falar é fácil, difícil é não se deixar influenciar pela pressão da sociedade. Já sofri tanto nessa vida com isso, sempre me zoaram por ter sardas, era chamada de suja na escola, com 14 anos já passava chapinha nos cabelos por conta de bullying. Hoje em dia passei a me aceitar melhor, mas confesso que ainda não tenho coragem de postar fotos de look por exemplo, por medo dos julgamentos por estar acima do peso. As pessoas são muito cruéis, é uma luta diária não se deixar influenciar, mas com muita determinação vamos vencendo dia após dia.

  24. Eu penso que o mais bonito em uma pessoa é o caráter. Não serei hipócrita e dizer que não tenho preferências, todo mundo tem, todo mundo acha feio ou bonito, só que esquecemos que isso é uma coisa nossa e não serve para o outro. No fim o que fica é o que se é, está faltando separar visual do pessoal, parar de julgar pessoas, julgar é diferente de ter opinião (eu acho). Demorei muito para aceitar minhas imperfeições (magra de mais, nariz batatinha…) hoje convivo com elas, mudo o que me faz sentir bem, mas sem a paranóia de perfeição, meu peso não me diminui em nada hoje em dia, mas já foi um problema enorme na adolesceste. Enfim, achei seu texto incrível, visando a essência de cada um e a beleza que não é externa e sim a que importa. Vou bom ler isso hoje, obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *